SONHO ADIADO

A Malgi/CAVG escreveu mais um capítulo em sua história neste final de semana. Atuando em Pelotas, as meninas conquistaram pelo segundo ano consecutivo o vice-campeonato Estadual. O sonho do inédito título foi adiado, mas a equipe encerra sua participação com o sentimento de dever cumprido.

Principais equipes do Estado na última temporada, Malgi e Celemaster voltaram a decidir o Estadual de 2019. Após vencerem nas primeiras rodadas do Estadual, as equipe entraram em quadra neste domingo com o único pensamento, a vitória.

Jogando em casa diante do seu torcedor, a Malgi teve as melhores oportunidades de gol no começo da partida. Na primeira Gisa finalizar em cima da defesa e no rebote Andreza finalizou forte para grande defesa de Natália. No lance seguinte Keka deu lindo lançamento por cima da defesa, para Dudinha. A ala avançou e finalizou rasteiro, Natália fez grande defesa e evitou que o placar fosse aberto.

O lance acordou a equipe de Uruguaiana, que chegou com perigo com Becha, a pivô Argentina recebeu na área, girou e finalizou para fora. Pouco depois, ela serviu Victoria que finalizou cruzado com perigo.

Aos 8 minutos as visitantes conseguiram abrir o placar. Becha recebeu na entrada da área, fez o pivô e rolou de calcanhar para Dani Fleitas que chegou finalizando de primeira no ângulo, sem chances para Dani Richter. A assistência fez Becha crescer na partida e a pivô só não ampliou o placar por que Dani Richter fez três grandes defesas. Na primeira mandou para escanteio o chute cruzado da pivô Argentina, depois defendeu chute a queima roupa de Becha e novamente no rebote. A goleira voltaria a aparecer um minutos mais tarde para evitar o gol de Bruno.

Se em baixo das traves a goleira vinha brilhando, ela também apareceu armando o ataque da Malgi. A goleira observou Keka livre na frente e deu belo lançamento para a fixa, que escorou de primeira para Evelyn, a ala finalizou no ângulo e acertou o travessão, no rebote Keka foi derrubada quando finalizava. Mas o árbitro nada marcou.

A resposta da Celemaster veio com Tety, que recebeu na esquerda, cortou a marcação e finalizou no ângulo, Dani Richter novamente fez grande defesa e mando para escanteio.

Quando restando pouco mais de dois minutos para o final do primeiro tempo. Ana Clara deu um carrinho na entrada da área, cometendo a sexta falta da equipe de Uruguaiana. A ala não gostou da marcação da arbitragem, reclamou e acabou expulsa. Na cobrança do tiro livre, Dani finalizou no canto e Natália espalmou. O lance foi a última grande oportunidade de gol e a primeira etapa terminou com a vitória das visitantes por 1 a 0.

Celemaster amplia
O segundo tempo começou com muitas chances de gols. As visitantes assustaram primeiro, logo no primeiro minuto Tety recebeu na frente e finalizou para grande defesa de Dani Richter, no rebote Tety voltou a finalizar e a defesa salvou em cima da linha.

A Malgi respondeu segundos mais tarde, Andreza finalizou forte e Alessandro fez grande defesa. No lance seguinte Evelyn recuperou bola na quadra de ataque, passou pela marcação e finalizou forte, Alessandra novamente fez grande defesa.

Aos 3 minutos da segunda etapa, a Celemaster chegou ao segundo gol. Tety cobrou escanteio na entrada da área e Becha sem deixar a bola caio, pegou de primeira. Dani Richter falhou e a bola morreu no fundo do gol da Malgi.

Três minutos mais tarde a Celemaster voltou a marcar. Dani Fleitas puxou contra ataque pela direita e finalizou cruzado Dani Richter espalmou e no rebote Tety livre completou para o gol.

Com os três gols de desvantagem, a Malgi se lançou para cima e por muito pouco não conseguiu diminuir o placar. Evelyn recebeu na direita e finalizou cruzado, Dani desviou de primeira e Alessandra fez um milagre, no rebote Dani tentou a finalização, mas acabou dividindo com a goleira e comentando falta.

Já com a goleira linha a Malgi assustou novamente com Manu. A ala cobrou falta forte e Alessandra apareceu novamente para evitar o gol. Na sequência, Tety finalizou para o gol vazio, Lelê se jogou de carrinho e evitou o quarto. A goleira apareceu novamente no minuto seguinte, puxando contra ataque pelo meio e servindo Keka na esquerda, a fixa avançou e de bico finalizou para fora na saída de Alessandra.

No último minuto Manu arriscou de longe e acertou a trave, no rebote ela finalizou de primeira, a bola desvia na defesa e passa raspando a trave. A ala da Malgi apareceu nos segundos finais para descontar o placar. Restando sete segundos, Dani rolou lateral para Manu que finalizou forte no canto, a bola pegou na trave e entrou.

Com o resultado, a Malgi encerra o Estadual na segunda colocação e com isso está garantida pelo segundo ano seguido na Copa do Brasil. A Malgi ainda teve a ala Dudinha como a artilheira da competição com 6 gols.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s