HORA DE VIRAR A CHAVE

Chegou a hora de virar a chave, mudar o objetivo e focar na disputa do Campeonato Estadual, que acontece em novembro. Na noite deste sábado nos despedimos da Liga Gaúcha, após novo confronto acirrado com a Celemaster, onde as Uruguaianenses levaram a melhor.

O duelo marcado por muito equilíbrio nos últimos anos, novamente foi muito disputado, com muitas chances de gols, vários cartões amarelos e disputa por cada centímetro da quadra.

Quem não faz? leva!
Precisando reverter a desvantagem de um gol da partida de ida em Pelotas, a Malgi foi a Uruguaiana disposta a voltar pra casa com a classificação e para isso, foi para cima no primeiro tempo, empilhando chances de gols perdidos, foram ao menos sete oportunidades de marcar.

Logo no início, Manu em chute forte obrigou Natália a trabalhar. A ala apareceu novamente em mais duas oportunidades. Na primeira parou na goleira e na segunda após linda tabela com Keka finalizou cruzado para fora.

Como diz o ditado, quem não faz? Leva! E foi isso que aconteceu. Após desperdiçar algumas oportunidades claras de gol, a Malgi viu a Celemaster abrir o placar aos 6 minutos. Manu, que era a jogadora mais perigosa da Malgi foi desarmada na quadra de ataque, Ana Clara puxou contra-cheque e serviu Dani Fleitas que deu um toque sútil na saída de Dani Richter para abrir o placar.

Após o gol, a Malgi teve mais três oportunidades claras de marcar. Na primeira Dudinha tabelou com Manu e mandou para fora, pouco depois Evelyn fez bela jogada individual, passou pela marcação e finalizou cruzado, Dudinha por pouco não alcançou. No fim veio a bola do jogo. Keka recebeu na direita e finalizou forte cruzado, Natália espalmou nos pés de Evelyn, que sozinha dentro da área mandou para fora a chance de empatar a partida. Antes do primeiro tempo acabar, Manu teve mais um oportunidade de deixar tudo igual. Em tiro-livre indireto, Keka rolou para Manu que chutou forte para defesa de Natália.

As visitantes assustaram em três oportunidades no primeiro tempo, além do gol de Dani Fleitas, Becha e Juliana em contra-ataques levaram perigo. Mas em ambas oportunidades Dani Richter apareceu bem e fez duas grandes defesas. Ana Clara em chute de longe ainda levou perigo, mas a primeira etapa terminou mesmo no 1 a 0.

Queda de intensidade
Se o primeiro tempo foi marcado pela intensidade da Malgi e por muitas chances de gols desperdiçadas, o segundo foi de superioridade das donas de casa. Logo no início, parecia que a partida seria igual a primeira etapa. Assim como no primeiro tempo, a chance inicial foi de Manu. A ala finalizou forte, a bola desviou na defesa e passou raspando a trave.

Após o lance, só deu Celemaster. Apostando na jogada com a pivô Becha, as donas da casa criaram as melhores oportunidades. Na primeira Becha escorou para Victória que finalizou para fora. Pouco depois, Ana Clara recebeu na frente e finalizou para grande defesa de Dani Richter. Aos 5 minutos, as donas da casa chegaram ao segundo gol. Dani Fleitas achou Victória livre na entrada da área e a ala finalizou na saída de Dani Richter para ampliar.

Principal jogadora do segundo tempo, Becha recebeu na frente, girou sob a marcação e só não marcou o terceiro, porque Dani Richter novamente salvou, na sequência Ana Clara finalizou no canto e a goleira novamente fez a defesa.

A pressão da Celemaster seguiu, e em contra-ataque Juliana finalizou rasteiro para grande defesa de Lelê. Pouco depois, Tety quase marcou um golaço, a pivô recebeu dentro da área e cavou na saída de Lelê, a bola bateu na trave e não entrou, no rebote Lelê espalmou. A trave voltou a salvar a Malgi minutos mais tarde, quando Becha girou para direita e finalizou forte no poste.

Com a desvantagem de dois gols, Lelê passou a jogar como uma espécie de goleira linha e criou boas oportunidades, na melhor delas a goleira finalizou do meio da quadra para grande defesa de Alessandra.

Aos 12 minutos, as Uruguaianenses chegaram ao terceiro gol. Duda recebeu na entrada da área e tocou por cobertura na saída de Lelê.

Com o gol, Dudinha entrou como goleira linha na Malgi e as Pelotenses conseguiram diminuir o placar. Primeiro a ala finalizou para defesa de Alessandra, depois Manu parou na goleira adversária. Mas restando pouco mais de um minuto Dani conseguiu marcar. Keka avançou pela ala esquerda e serviu Dani, livre na área, a pivô escorou de primeira e definiu o placar 3 a 1.

Agora, a Malgi volta a sua atenção para disputa do Campeonato Estadual da FGFS. Atual vicecampeã da competição, as Pelotenses sediam a competição nos dias 15, 16 e 17 de novembro no ginásio Municipal.

PRÉ-JOGO: MALGI X CELEMASTER

O final de semana será de decisão para a Malgi/CAVG. Jogando em Uruguaiana, as meninas tentam reverter a derrota sofrida no primeiro jogo da semifinal e conquistar uma vaga na decisão da Liga Gaúcha.

Tradicional confronto do futsal feminino nos últimos anos, Malgi e Celemaster voltam a duelar por uma vaga na final de uma competição Estadual após dois anos.  A última vez que isso aconteceu foi em 2017, na semifinal do Campeonato Estadual. Na ocasião as Uruguaianenses levaram a melhor.

Após o confronto daquele ano, as equipes passaram a travar batalhas acirradas, sempre decididas nos detalhes. Na temporada passada, com campanhas semelhantes, Malgi e Celemaster decidiram os dois turnos do campeonato gaúcho e a decisão geral. No primeiro turno (Taça RS) vitória da Malgi, dentro de casa. No segundo (Taça Piratini), vitória das Uruguaianenses também em Pelotas. Com as conquistas dos turnos as equipes chegaram a decisão do Estadual, e a Celemaster levou a melhor. Após empate sem gols no jogo de ida em Pelotas, a equipe de Uruguaiana venceu a Malgi por 3 a 1 de virada e diante de seu torcedor conquistou o bicampeonato gaúcho.

Agora a Malgi tenta reverter o resultado do jogo de ida e eliminar as Uruguaianenses dentro da casa das adversárias.

ARBITRAGEM MALGI

Árbitro Principal: Tales Martins dos Anjos;
Árbitro Auxiliar: Sávio Lopes Silva;
Anotador: Clóvis Pompéu Silva;
Cronometrista: Leandro Jung Sanchotene.

HORÁRIO

Sábado (05/10), às 20h, no Ginásio Municipal, em Uruguaiana (RS).

ABRE ASPAS

Maurício Giusti: “Estamos preparados. Sabemos da importância deste jogo e da nossa responsabilidade, mas sabemos também que temos totais condições de ir lá (Uruguaiana) e sair de quadra com a vitória, como ocorreu ano passado. Para isso precisamos estar 100% focados, acreditando em todas as bolas. Pois só assim conseguiremos impor o nosso futsal e voltar de lá classificados.”

Lelê: “O jogo de ida aqui em Pelotas foi decidido no detalhe, acredito que não será diferente no jogo da volta. Sabemos da dificuldade de enfrentar a Celemaster em Uruguaiana, é uma grande equipe e tem uma torcida apaixonada que sempre enche o ginásio lá. Acredito que vencerá quem errar menos. Trabalhamos bastante nessa semana para acertar os últimos ajustes. O grupo tá fechado, focado em um só objetivo e estamos prontas pra voltar de lá com a vaga na final.”

Larissa: “A primeira partida disputada na nossa casa foi bem equilibrada, é sempre difícil jogar em Uruguaiana. O time está focado e trabalhou forte essa semana para fazer os últimos ajustes para essa decisão. Contamos com o apoio de todos e faremos o nosso melhor para conquistar a vaga para final.”

Manu: “O primeiro jogo foi equilibrado. Cometemos alguns erros, mas treinamos e fizemos os ajustes necessários para não comete-los novamente. Esperamos fazer uma boa partida, e consequentemente, alcançar a classificação para a final.”

ULTIMA PARTIDA

28 de setembro de 2019, jogo de ida da Semifinal da Liga Gaúcha, no ginásio do Sesi, em Pelotas (RS): Malgi/CAVG 0x1 Celemaster.

RETROSPECTO MALGI2

16 Jogos:
– 12 Vitórias da Celemaster (60 gols)
– 3 Vitórias da Malgi (30 gols)
– 1 Empate

ELENCO 2019

Goleiras: Lelê e Dani Richter;
Fixas: Keka;
Alas: Dudinha, Evelyn, Kerolin, Larissa e Manu;
Pivôs: Dani, Eduarda Black e Marília.

FOI NO DETALHE

É no detalhe que grandes jogos são decididos e na semifinal da Liga Gaúcha não foi diferente. Em um grande jogo no Sesi, acabamos derrotadas pela Celemaster por 1 a 0, em uma partida muito disputada.

Malgi e Celemaster fizeram um duelo equilibrado no ginásio do Sesi. Principais equipes do Estado, pelotenses e uruguaianenses repetiram os grandes embates da final do Estadual do ano passado e travaram uma batalha dura no primeiro jogo da semifinal da Liga Gaúcha.

Muitas chances, mas nada de gols
Atuando diante do seu torcedor, a Malgi teve as melhores oportunidades dos minutos iniciais, mas todas as investidas pararam na goleira Natália. Foram ao menos três interferências providenciais da goleira. Keka e Larissa em chutes de longe fizeram a goleira trabalhar, mas foi em uma cobrança de lateral de Keka que a Malgi quase abriu o placar. A fixa cobrou forte, direto para o gol, a bola bateu na cabeça de Natália e passou raspando a trave.

As visitantes chegavam com perigo em contra-ataques. Ana Clara em chute cruzado parou em Dani Richter e pouco depois Tety recebeu na frente, invadiu a área e finalizou rasteiro, Dani Richter com o pé fez grande defesa. Na sequencia do lance Tety tentou mais uma vez e novamente Dani Richter defendeu. Os lances fizeram as visitantes crescerem na partida e Becha por muito pouco não abriu o placar, a pivô finalizou rasteiro e acertou a trave. Na jogada seguinte a pivô puxou contra-ataque e finalizou para grande defesa de Dani.

No fim a Malgi teve sua melhor oportunidade para abrir o placar. Dudinha recebeu livre na direita e finalizou forte para defesa de Natália. Pouco depois Keka recebeu livre na entrada da área e de bico mandou para fora.

Castigo as chances desperdiçadas
A segunda etapa começou com a Malgi em cima da Celemaster. Logo na primeira oportunidade, Dudinha recuou para Dani Richter que lançou Keka, a fixa finalizou de primeira por cobertura, mas mandou para fora. Dudinha na sequência finalizou fraco nas mãos de Natália. No lance seguinte Keka puxou contra-ataque pela direita e finalizou de bico no ângulo, Natália fez grande defesa e mandou para escanteio.

Se a blitz ofensiva da Malgi não deu resultado, a Celemaster chegou ao seu gol na sua primeira oportunidade. Aos 5 minutos, Ana Clara recebeu na esquerda e finalizou cruzado para dentro da área, Tety desviou de primeira e abriu o placar.

Um minuto após o gol das visitantes, Evelyn teve duas oportunidades de deixar tudo igual. Na primeira, a ala recuperou bola na quadra de ataque, avançou pelo meio e na saída de Natália finalizou para grande defesa da goleira. Depois, recebeu na entrada da área, girou sobre a marcação e finalizou para fora.

A pressão da Malgi seguiu nos minutos finais, Dani tentou surpreender a goleira e cobrou lateral direto, a bola bateu na trave e saiu. Keka também acertou o poste, em chute longo, a fixa acertou o travessão. Restando 10 segundos para o final da partida, em contra-ataque Dani e Evelyn saíram livres no ataque, com apenas uma marcadora, mas Dani optou por finalizar e acertou a marcação.

Com a derrota, a Malgi terá de vencer a partida de volta, no próximo dia 5, no tempo normal e na prorrogação para chegar a final. No outro jogo da semifinal, a ACBF venceu em casa o Guarani por 5 a 2.

PRÉ-JOGO: MALGI X CELEMASTER

Neste final de semana Malgi/CAVG e Celemaster começam a decidir quem será a finalista da Liga Gaúcha 2019. Finalistas do Estadual na temporada passada. Pelotenses e Uruguaianenses voltam a se encontrar em uma fase decisiva, desta vez pela semifinal da Liga Gaúcha.

Melhor equipe da primeira fase, a Celemaster ganhou o direito de decidir a semifinal em seus domínios, assim como ocorreu na decisão em 2018. A partida decisiva acontece no próximo dia 5 de outubro. O duelo de ida está marcada para este sábado (28) às 20 horas no ginásio do Sesi, em Pelotas.

O confronto deste final de semana, será o segundo entre as equipes nesta temporada, o primeiro aconteceu na quinta rodada da primeira fase, também em Pelotas e terminou com vitória das visitantes de virada por 3 a 1. Evelyn abriu o placar para Malgi logo no início da partida, mas Dani Fleitas e Ana Clara (2) viraram para as visitantes.

Na temporada passada o confronto foi marcado pela igualdade. Foram oito partidas em 2018, com quatro vitórias da Celemastee, um empate e três vitórias da Malgi.

Malgi/CAVG e Celemaster chegam para o confronto após participarem de competições nacionais. A Malgi/CAVG enfrentou no dia 15 o Taboão da Serra pelas quartas de final da Copa do Brasil, já a Celemaster foi derrotada no última final de semana pelo São José na semifinal da Liga Nacional.

ARBITRAGEM MALGI

Árbitro Principal: Mauricio Cravo dos Reis;
Árbitro Auxiliar: Fabiano Castilho da Silva;
Anotador: Cláudio Roberto da Silva Barreto;
Cronometrista: Breno da Silva Silveira.

HORÁRIO

Sábado (28/9), às 20h, no Ginásio do Sesi, em Pelotas (RS).

INGRESSOS

Os ingressos para partida os ingressos custam R$ 15,00 (individual).

ABRE ASPAS

Maurício Giusti: “Novamente teremos uma grande partida pela sempre, contra uma adversária forte, que sempre nos proporciona grandes embates. São 80 minutos, os primeiros 40 diante do nosso torcedor e contamos com o apoio deles para conquistar um resultados positivo, que nos deixe em vantagem na decisão. Nos preparamos muito para chegar em nossa melhor condição e o nosso torcedor pode ter certeza que faremos uma grande partida neste sábado.”

Dudinha: “Chegou a semifinal. Não foi fácil conquistar essa vaga, por conta disso vamos nos entregar muito na quadra, cada uma vai dar o seu melhor, porque queremos conquistar a vaga para a final. Não será fácil, equipe forte, reedição da final do ano passado, mas com a ajuda do nosso torcedor e colocando em prática tudo que treinamos, com certeza vamos obter a vitória nesse primeiro jogo.”

ULTIMA PARTIDA

22 de julho de 2019, quinta rodada, primeira fase da Liga Gaúcha, no ginásio do Sesi, em Pelotas (RS): Malgi/CAVG 1×3 Celemaster.

RETROSPECTO MALGI2

15 Jogos:
– 11 Vitórias da Celemaster (59 gols)
– 3 Vitórias da Malgi (30 gols)
– 1 Empate

ELENCO 2019

Goleiras: Lelê e Dani Richter;
Fixas: Keka;
Alas: Dudinha, Evelyn, Kerolin, Larissa e Manu;
Pivôs: Dani, Eduarda Black e Marília.

UM PASSO DE CADA VEZ

Um passo de cada vez, é com esse pensamento que a Malgi se construiu nesses dez anos e hoje deu mais um passo. Escrevemos um novo capítulo em nossa história. Disputamos nossas primeira competição nacional, diante do nosso torcedor, na nossa cidade. A classificação não veio, mas o sentimento de dever cumprido ao representar o RS na Copa do Brasil é o que deixamos ao final da partida.

Não conseguimos reverter o resultado negativo da partida em São Paulo e novamente acabamos derrotadas por Taboão da Serra na Copa do Brasil. Com o resultado nos despedimos da competição.

O jogo
Tarde ensolarada, bom público no ginásio e equipes qualificadas. Todos os ingredientes para uma grande partida estavam preparados e a expectativa se concretizou quando a bola rolou.

Em vantagem no confronto, o Taboão veio para cima nos primeiros minutos e chegou com perigo com Luana e Gabriela, mas ambas pararam em Lelê. A Malgi por sua vez, precisa vencer a partida e com isso a partida ficou aberta. Evelyn em jogada individual foi a primeira a assustar, mas adiantou demais a bola e Flávia defendeu. A goleira do Taboão voltou a aparecer pouco depois para evitar o gol de Larissa.

Com chances para os dois lados, era questão de tempo para que o placar fosse aberto e o zero saiu do placar aos 7 minutos, em favor das visitantes. Gabriela recebeu passe da direita e de carrinho completou para o gol, abrindo o placar. Malgi 0x1 Taboão.

O gol acordou a Malgi que teve quatro chances seguidas para empatar a partida. Na primeira Evelyn passou pela marcação e cruzou rasteiro, Dani por muito pouco não conseguiu completar para o gol. Pouco depois Larissa avançou pela ala esquerda e finalizou para fora. A ala apareceu de novo no minuto seguinte para completar para fora, o lançamento de Lelê.

A melhor chance de gol da Malgi na primeira etapa veio com Keka. A fixa recebeu de Evelyn na entrada da área, passou pela marcação e de perna esquerda finalizou para grande defesa de Flavi. No lance seguinte Manu rolou para Dudinha que finalizou forte rasteiro a esquerda do gol de Flavi.

Após a sequência de ataques da Malgi, o Taboão voltou a assustar e Lorrana só não abriu o placar por que Lelê fez grande defesa. Na sequência da jogada, Larissa recebeu na esquerda e deu lindo lançamento para Keka, a fixa chegou finalizando de primeira e mandou para fora.

Com as duas equipes buscando a vitória, o confronto mostrava muita igualdade e o primeiro tempo se encaminhava para o final com vitória das Paulista pelo placar mínimo. Mas restando um minuto para o fim, Marília errou na saída de bola e foi desarmada por Gabriela que adiantou e finalizou no canto, sem chances para Lelê.

Nos últimos segundos, a Malgi ainda tentou diminuir, mas não conseguiu passar pela goleira Flavi. Na primeira chance Keka cobrou falta forte e a goleira espalmou para escanteio. Na cobrança, Dudinha encontrou Evelyn na área e a ala finalizou para grande defesa da goleira.

Queda de rendimento
Se na primeira etapa o duelo mostrou igualdade, no segundo tempo as visitantes dominaram as ações da partida. Logo na primeira chance de gol Natalinha marcou o terceiro de Taboão. Aos 2 minutos, após erra na saída de bola da Malgi, Luana recebeu dentro da área e de primeira serviu Natalinha, livre mandar pro gol.

O terceiro gol animou as paulistas que seguiram pressionando. Foi aí que Dani Richter precisou aparecer. Uma dos destaques da partida de ida em São Paulo, a goleira da Malgi apareceu duas vezes para evitar os gols de Pão e Luana, está com a perna.

Aos 4 minutos do segundo tempo, nem Dani Richter foi capaz de evitar o quarto gol do Taboão. Em novo erro na saída de bola da Malgi, Pão recebeu na entrada da área e chutou forte no canto direito de Richter, que nada pode fazer.

A resposta da Malgi veio com Evelyn que de carrinho finalizou perto do gol de Flavi. Pouco depois, Gabriela recuperou bola da defesa da Malgi, tabelou com Natalinha e por muito pouco não conseguiu completar para o gol. A pressão deu resultado aos 12 minutos. Keka tentou driblar Lorrana na quadra de defesa e foi desarmada pela ala, que avançou e chutou no canto na saída de Dani Richter, marcando o quinto.

Com o resultado, o técnico Maurício Giusti colocou Dudinha como goleira linha e a mudança fez a Malgi criar mais chances de gols. Na primeira Dudinha chutou cruzado e Keka por muito pouco não completou para o gol. Depois foi Manu, que recebeu no meio e finalizou forte para grande defesa de Flavi. No fim Fezinha ainda teve a oportunidade de ampliar. Mas Dani Richter novamente fez grande defesa.

Com o resultado a Malgi se despede da Copa do Brasil, o Taboão da Serra avança às semifinais. Agora a Malgi volta o seu foco para disputa da Liga Gaúcha. No próximo dia 28, as meninas recebem a Celemaster na primeira partida da semifinal.

PRÉ-JOGO: MALGI/CAVG X TABOÃO DA SERRA

A história da Malgi ganhará mais um capítulo neste final de semana. Após se classificar para a semifinal da Liga Gaúcha ao golear o Comando SP por 8 a 0 no último final de semana, as Pelotenses tentam alcançar neste domingo a inédita semifinal da Copa do Brasil.

Para fazer história, as Pelotenses terão uma tarefa complicada. Derrotar a atual vice-campeã da Copa do Brasil e da Taça Brasil, o Taboão da Serra (SP). No jogo de ida, disputado em São Paulo, as paulistas levaram a melhor, vitória por 3 a 0. Com isso, a Malgi precisa vencer duas vezes. No tempo e na prorrogação, ou nas penalidades máximas em caso de empate na prorrogação. As visitantes jogam por dois resultados, vitória ou empate.

Para conseguir reverter essa desvantagem, a Malgi/CAVG conta com o grande momento vivido pela fixa Keka, são seis gols e duas assistências nos últimos seis jogos. Na temporada, a fixa já soma 20 gols e 11 assistências.

ARBITRAGEM MALGI

Árbitro Principal: Sandro Stein Brechane;
Árbitro Auxiliar: Telmo Moraes Teixeira;
Anotador: Pedro Emílio de Carvalho Pomar;
Cronometrista: Elton Nélio Meimann;
Representante CBFS: Rodrigo da Silva Kauer;

HORÁRIO

Domingo (15/9), às 17h, no Ginásio do Sesi, em Pelotas (RS).

INGRESSOS

Os ingressos para partida os ingressos custam R$ 15,00 (individual).

ABRE ASPAS

Maurício Giusti: “Chegamos ao momento que buscamos por dez anos, jogar uma competição nacional. Agora é desfrutar este momento. Fizemos um grande jogo lá (Taboão da Serra), infelizmente saímos derrotados, mas não tem nada decidido. Vamos para esta partida com o mesmo sentimento, fazer um grande desempenho e diante do nosso torcedor mostrar a nossa qualidade. Contamos com o apoio deles, para que possamos fazer história e buscar essa classificação para Pelotas.”

Dudinha: “Voltamos para mais um jogo da Copa do Brasil. Temos a desvantagem de termos perdido o primeiro jogo, mas nada mudou, qualquer vitória nos coloca em iguais chances de passar de fase, através da prorrogação e pênaltis. Sabemos que não sera fácil, nada vem de graça, vamos precisar de muita força, vontade, entrega e confiança, mas nada é impossível, vamos honrar nossa primeira competição nacional da melhor forma e buscar a semifinal. Contamos com o apoio do nosso torcedor para isso.”

Dani Richter: “O jogo deste domingo será de grande importância  porque pela primeira vez pelotas irá trazer um jogo de uma competição nacional. A expectativa é de um grande jogo principalmente pela qualidade do adversário. Trabalhamos forte essa semana para corrigir os erros e mostrar diante do nosso torcedor um jogo belíssimo e vamos em busca da Vitória . Para isso contamos com o apoio do nosso torcedor.”

ULTIMA PARTIDA

07 de setembro de 2019, quarta rodada, segunda fase da Liga Gaúcha, no ginásio do Sesi, em Pelotas (RS): Malgi/CAVG 8×0 Comando SP.

RETROSPECTO MALGI2

01 Jogos:
– 0 Vitórias da Malgi/CAVG (00 gols)
– 1 Vitórias do Taboão da Serra (03 gols)
– 0 Empates

ELENCO 2019

Goleiras: Lelê e Dani Richter;
Fixas: Keka;
Alas: Dudinha, Evelyn, Kerolin, Larissa e Manu;
Pivôs: Dani, Eduarda Black e Marília.

ESTAMOS NA SEMIFINAL!

Estamos na semifinal. Com uma grande atuação na noite de sábado, batemos o Comando São Paulo no ginásio do Sesi por 8 a 0 e chegamos a semifinal da Liga Gaúcha.

Atuando diante da nossa torcida, voltamos a repetir o desempenho da primeira fase da Liga Gaúcha e conquistamos uma grande vitória, que nos coloca mais uma vez entre as quatro melhores equipes do RS.

Atuação luxuosa
Atuando diante do seu torcedor, a Malgi/CAVG tevê um primeiro tempo impecável contra o Comando SP. Precisando vencer para se classificar, as meninas foram pra cima desde o início e não demorou para a rede balançar pela primeira vez. Logo aos quatro minutos Dudinha recebeu de Larissa, passou pela marcação e tocou na saída da goleira para abriu o placar. Um minuto mais tarde foi Keka que deixou sua marca, a fixa ganhou da marcadora pela ala e serviu Evelyn, que driblou a goleira e devolveu para Keka com o gol vazio ampliar.

Depois foi a vez de Marília brilhar e marcar dois gols em dois minutos, aumentando a vantagem para 4 a 0. No primeiro, a pivô aproveitou erro na saída de bola do Comando e do meio da quadra chutou rasteiro no canto.  No segundo Dani recuperou bola na quadra de defesa e lançou Evelyn, a ala avançou e na saída da goleira serviu Marília que só empurrou para o gol vazio.

O resultado já garantia a Malgi na próxima fase, mas as meninas não estavam satisfeitas e ampliaram a vantagem. Aos 16 minutos, Keka marcou o quinto. Dani Richter viu a fixa livre na quadra de ataque e deu lindo lançamento, Keka dominou arrumou para o pé direito e soltou uma bomba no ângulo. Quatro minutos mais tarde Dudinha voltou a balançar as redes. A ala recuperou bola no meio da quadra, corou a marcação para direita e finalizou no ângulo. No último minuto, Larissa ainda marcou o sétimo. A ala finalizou para defesa da goleira, no rebote a bola sobrou para Dudinha que de bico escorou para Larissa finalizar no canto.

Dudinha coroa grande atuação
O primeiro tempo impecável da Malgi, deu as meninas sete gols de vantagem e uma margem grande para garantir a classificação para semifinal, com isso, o ímpeto ofensivo diminuiu.

Mesmo sem a mesma intensidade ofensiva, a Malgi chegou ao oitavo gol na segunda etapa e ele serviu para coroar a grande atuação da ala Dudinha. Aos 17 minutos da segunda etapa, a camisa 16 marcou o seu terceiro gol na partida, o sexto na competição. Marília recebeu no meio, tocou para Manu pela direita, a ala cortou a marcação e rolou para Dudinha dentro da área finalizar para o gol vazio. Primeiro Hat-trick dela na temporada.

Com a vitória, a Malgi/CAVG terminou a segunda na segunda posição da chave e vai enfrentar a Celemaster na Semifinal. O jogo de ida acontece no próximo dia 28 em Pelotas e a volta dia 5 de outubro em Uruguaiana. Adversário da decisão do Estadual do ano passado, a equipe de Uruguaiana foi derrotada em casa pela ACBF na última rodada, mas se manteve na liderança da chave. O outro confronto da semifinal é entre Guarani de Frederico Westphalen e ACBF de Carlos Barbosa.

Antes de encarar a Celemaster, a Malgi/CAVG tem mais um grande desafio pela frente. No domingo (15), as Pelotenses recebem o Taboão da Serra (SP), no ginásio do Sesi, buscando uma vaga na semifinal da Copa do Brasil. No jogo de ida, as paulistas venceram por 3 a 0.

PRÉ-JOGO: MALGI/CAVG X COMANDO SP

Sábado é dia de lotar o ginásio do Sesi e apoiar a Malgi/CAVG em busca da classificação para semifinal da Liga Gaúcha. Na terceira colocação da chave B, nossas meninas precisam vencer o Comando SP para chegar em mais uma semifinal de competição Estadual.

Ainda sem vencer na segunda fase da competição, recebemos o Comando SP, precisando de um resultado positivo para avançar a semifinal. O duelo deste sábado será o terceiro entre Malgi e Comando SP na temporada. O confronto tem uma vitória para cada lado e é marcado por muitos gols, em dois jogos entre as equipes, as redes balançaram 18 vezes, dez a favor da Malgi e oito do Guarani.

ARBITRAGEM MALGI

Árbitro Principal: Maurício Cravo dos Reis;
Árbitro Auxiliar: Flávio Leoneti Júnior;
Anotador: Cláudio Roberto Silva Barreto;
Cronometrista: Breno da Silva Silveira.

HORÁRIO

Sábado (07/9), às 20h, no Ginásio do Sesi, em Pelotas (RS).

INGRESSOS

Os ingressos antecipados para a partida custam R$ 10,00 (individual), até este sábado e podem ser adquiridos no Profut Esportes Indoor, localizada na Av. Fernando Osório, nº 1970, neste sábado das 10h às 16h. Na hora da partida os ingressos custam R$ 15,00 (individual).

ABRE ASPAS

Maurício Giusti: “Não viemos de bons resultados dentro da Liga, mas conseguimos recuperar nosso bom desempenho da Copa do Brasil. Isso nos motiva para conquistar essa classificação diante do nosso torcedor. Sabemos que não será fácil, vai ser um jogo difícil, mas com o apoio do nosso torcedor, esperamos poder repetir as boas atuações da temporada e conquistas essa classificação.”

Manu: “Temos um jogo importante pela frente. Precisamos estar concentradas para buscar a vitória. Não vai ser fácil, mas vamos buscar os três pontos e a classificação. Precisamos do apoio do nosso torcedor, que com certeza ele fará a diferença, a nosso favor.”

Eduarda Black: “A Expectativa para o jogo está muito grande. Estamos tendo mais uma oportunidade de virar a página e seguir na competição, nos preparamos e esperamos fazer um belo jogo neste sábado; Contamos mais uma vez com o apoio da nossa torcida pra conquistarmos os três pontos e a classificação.”

Dani: “Estamos nos preparando muito para que a vitória venha no sábado e com ela a classificação pra semifinal da Liga Gaúcha. Apesar de tudo, temos que ter paciência e calma pra controlar o jogo pois se perdermos estaremos fora do campeonato.”

ULTIMA PARTIDA

31 de agosto de 2019, jogo de ida, quartas de final da Copa do Brasil, no ginásio Zé do Feijão, em Taboão da Serra (SP): Taboão da Serra 3×0 Malgi/CAVG

RETROSPECTO MALGI2

02 Jogos:
– 1 Vitórias da Malgi/CAVG (10 gols)
– 1 Vitórias do Comando (08 gols)
– 0 Empates

FICOU TUDO PARA PELOTAS

O final de semana foi histórico para Malgi/CAVG. No sábado as meninas foram até São Paulo disputar a primeira partida da Copa do Brasil.  Após quase 24 horas de viagem, as Pelotenses fizeram um grande jogo com a forte equipe de Taboão da Serra, mas acabaram derrotas no final. Agora as meninas decidem a classificação para semifinal dentro de casa, no próximo dia 15.

Equilíbrio na primeira etapa
Quem esteve no ginásio Zé do Feijão em Taboão da Serra ou acompanhado a partida online viu um primeiro tempo de duas equipes gigantes do futsal nacional. Repleta de atletas da Seleção Brasileira e jogando diante do seu torcedor, o Taboão tentou impor seu ritmo na primeira etapa, mas parou na precisa atuação defensiva da Malgi. Nem mesmo as quase 24 horas de viagem fizeram as Pelotenses diminuírem a intensidade na marcação.

A marcação precisa propiciou a Malgi alguns contra-ataques e as melhores chances dos minutos iniciais. Keka duas vezes e Larissa assustaram a goleira Flavi. Gabriela e Su Reis responderam para as donas da casa, mas sem perigo para Dani Richter.

Na melhor chance da Malgi no primeiro tempo, Dani achou Dudinha na direita, a ala avançou e finalizou cruzado, Flavi fez grande defesa para evitar o primeiro. O lance acordou as donas da casa que vieram para cima da Malgi e foi aí que Dani Richter se tornou uma das personagens da partida. Foram três milagres da goleira para garantir o 0 a 0 na primeira etapa.

Na primeira chance, Natalinha recuperou bola no meio da quadra e saiu cara a cara com a goleira que fez grande defesa. Pouco depois a goleira apareceu novamente, desta vez para defender chute de Luana. A terceira intervenção providencial da goleira veio nos segundos finais, Dudinha foi desarmada quando puxava contra-ataque e o Taboão saiu com duas jogadoras contra uma defensora da Malgi, Natalinha recebeu na esquerda e finalizou, Dani Richter novamente brilhou e garantiu o 0 a 0 no intervalo.

Faltou perna
O segundo tempo começou com as mesmas características do primeiro, a Malgi intensa na marcação e muitas chances para os dois lados. A primeira a levar perigo foi Keka, que avançou pela ala direita e finalizou forte para defesa de Flavi. A fixa assustou novamente segundos depois em chute cruzado que passou perto do gol de Flavi.

As donas da casa chegaram com perigo com Luana, que girou sob a marcação e finalizou para grande defesa de Lelê. De maneira imediata Keka lançou Evelyn que finalizou para grande defesa de Flavi.

O jogo era aberto, com chances para os dois lados, mas aí começou a pesar o cansaço, o desgaste da longa viagem até São Paulo e o plantel reduzido fez a Malgi não conseguir manter a intensidade alta na marcação e o Taboão cresceu na partida e novamente a goleira da Malgi precisou aparecer. Se no primeiro tempo Dani Richter brilhou para segurar o empate, no segundo foi Lelê quem apareceu.

Primeiro a goleira fez grande defesa para evitar o gol de Gabriela, na sequência Natalinha finalizou e a goleira novamente defendeu. Um minuto mais tarde, a goleira fez grande defesa em chute cruzado de Paô.

A pressão das donas da casa deu resultado aos 9 minutos. Gabriela fez jogada individual pela esquerda e cruzou rasteiro para Su Reis que desviou de primeira, sem chances para Lelê. No lance seguinte Keka em cima da linha evitou o segundo.

Apoiado pelo seu torcedor, o Taboão se lançou ao ataque e Lelê precisou aparecer novamente. Primeiro defendeu chute de Natalinha e depois mostrou todo o seu repertório ao defender com o pé o chute rasteiro de Luana. A ala do Taboão era o principal nome da equipe Paulista e com um golaço ampliou o placar. Aos 14 minutos, Luana recebeu cobrança de escanteio na entrada da área e de primeira acertou um sem pulo no canto esquerdo, sem chances para Lelê. Menos de um minuto depois, Luana aparaceu novamente, a ala recebeu na entrada da área e chapou de primeira no canto para marcar o terceiro.

No fim, a Malgi ainda teve a chance de diminuir o placar. Keka fez grande jogada individual pela esquerda e serviu Dani que finalizou para grande defesa da goleira.

Com o resultado, a Malgi/CAVG precisa vencer a partida de volta e vencer na prorrogação. Em caso de empate na prorrogação, a partida vai para os pênaltis. O duelo de volta acontece no dia 15/9 às 17 horas no ginásio do Sesi.

Antes a Malgi tem decisão pela Liga Gaúcha. No próximo sábado, as meninas recebem o Comando SP precisando vencer por dois gols de diferença, para avançar para semifinal.

PRÉ-JOGO: MALGI/CAVG X TABOÃO DA SERRA

O final de semana será histórico para a Malgi/CAVG. Neste sábado, as meninas vão a São Paulo enfrentar o Taboão da Serra, pelas quartas de final da Copa do Brasil. O duelo será o primeiro de dois entre as equipes e vale vaga na semifinal da competição Nacional.

Representante Gaúcha na competição, a Malgi/CAVG conquistou a vaga no ano passado com o vice-campeonato Estadual. A equipe Pelotense teve a sorte ao seu favor na primeira fase e no sorteio realizado pela CBFS, avançou direto para as quartas de final. Nesta fase, as meninas terão uma pedreira pela frente, o Taboão da Serra. Atual vice-campeão da competição e que no mês passado conquistou o vice-campeonato da Taça Brasil, principal competição nacional. Para encarar a Malgi, as paulistas derrotaram as conterrâneas do São José. Após vencer em casa por 6 a 4 e perder fora por 2 a 1, o Taboão venceu o São José nos pênaltis por 3 a 1 e avançou as quartas.

TRANSMISSÃO MALGI

www.tvatual.com

HORÁRIO

Sábado (31/9), às 20h, no Ginásio Zé do Feijão, em Taboão da Serra (SP).

ABRE ASPAS

Maurício Giusti: “Quando criamos o projeto lá em 2010, colocamos como meta em no máximo 10 anos estar disputando uma competição a nível nacional e conseguimos. Em 2017 fomos para Taça Brasil Sub-20, onde as meninas puderam pegar uma experiência, enfrentando grandes equipes. A base daquela equipe segue conosco e agora chegou o momento de desfrutar do momento que lutamos tanto pra conseguir, que é participar de uma competição nacional adulta. Sabemos da responsabilidade que temos, representamos não só a nossa torcida, como Pelotas e o Rio Grande do Sul. Mas eu passo para as atletas, que nesse momento temos que desfrutar desta experiência e aproveitar da melhor maneira possível, conhecendo novas culturas e novas escolas de futsal e tirar tudo de positivo que for possível desse confronto contra Taboão. Elas têm uma equipe muito qualificada, com atletas da seleção brasileira. Vem de uma grande participação na Taça Brasil, mas é desses jogos que gostamos, trabalhamos muito para chegar nesse nível de competitividade e temos certeza que faremos dois grandes jogos. Sabemos que nada se decide em São Paulo, são 80 minutos, os primeiros 40 lá, mas tudo se decide aqui, diante do nosso torcedor.”

Larissa: “É a realização de um sonho estar numa competição a nível nacional adulto. Foram anos de trabalho árduo para chegar nesse dia. Com certeza um prazer imensurável ter uma oportunidade como esta de representar o nosso Estado, ao lado de equipes da elite do futsal Brasileiro. A equipe de Taboão é uma das potencias do futsal nacional e sera um grande duelo.”

Dudinha: “Agora é Copa do Brasil. Uma grande competição, de alto nível e com equipes fortes e qualificadas. É um novo desafio para nós poder participar de um campeonato nacional com a equipe adulta e enfrentar o Taboão da Serra, uma equipe forte com atletas de seleção brasileira. Nossa equipe esta disposta e pronta para dar o melhor e buscar a vitória, pois estamos nos preparando desde o início do ano para enfrentar todos os jogos da temporada com garra, vontade e colocando todo treinamento em prática.”

Marília: “A expectativa para o jogo é grande, é nossa primeira partida pela Copa do Brasil, um jogo difícil, mas trabalhamos a semana inteira nos preparando para ele, corrigindo alguns erros cometidos nos últimos jogos. Esperamos fazer uma boa partida na nossa estreia.”

ULTIMA PARTIDA

24 de Agosto de 2019, terceira rodada da segunda fase da Liga Gaúcha, no ginásio Itapagé, em Frederico Westphalen: Guarani 5×1 Malgi/CAVG.

ELENCO 2019

Goleiras: Lelê e Dani Richter;
Fixas: Keka e Bruna Sassone;
Alas: Dudinha, Evelyn, Kerolin, Larissa e Manu;
Pivôs: Dani, Eduarda Black e Marília.

#SejaSócio #JogueJunto